A Alagoas

Pela primeira vez, Câmara dos Deputados realiza audiência pública no Sertão de Alagoas

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Pela primeira vez, Câmara dos Deputados realiza audiência pública no Sertão de Alagoas

  • Redação com AMA
  • 29/06/2021 21:19
  • Cidades
Redes sociais

Após visita técnica em Maribondo, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados esteve em Dois Riachos, Sertão de Alagoas, nesta segunda-feira (28), para, pela primeira vez, realizar uma audiência pública no Estado e ouvir a população sobre os impactos sociais causados pelo fechamento das agências do Banco do Brasil.

O debate foi nacionalizado pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA). O presidente da AMA, o prefeito Hugo Wanderley, destacou durante audiência que vai lutar até o fim para reverter a situação que prejudica a população. “Vamos a todas as instâncias, inclusive judicial, para evitar o fechamento definitivo”, enfatizou Wanderley, ao afirmar que os prefeitos estão dispostos a auxiliar as agências para evitar o encerramento

Os deputados federais alagoanos, Tereza Nelma e Isnaldo Bulhões, que compõe o comitê na agenda de hoje, fizeram uma defesa pela reabertura das agências nos 11 municípios de Alagoas que foram afetados. Tereza disse que os 12 deputados federais por Alagoas são contra e têm o compromisso de continuar a luta.

“Fechar uma agencia bancária é um decrescimento do desenvolvimento econômico. Diversas regiões nem internet tem, como em Maribondo, onde eu mesma não consegui falar com meus colegas para saber onde eles estavam”, afirmou a deputada Tereza Nelma, líder da bancada.

“As agências bancárias são vetores de desenvolvimento econômico para os municípios, principalmente para aqueles que dependem diretamente do comércio e da agricultura de subsistência. Essa é a característica de todos os municípios alagoanos. Por isso não acredito que esse estudo teve a participação da população”, afirmou o deputado Isnaldo Bulhões e finalizou destacando que serão tomadas as medidas judiciais que forem necessárias.

O parlamentar federal e membro da comissão, Hildo Rocha, destacou a importância do Banco do Brasil para os municípios, principalmente os que têm forte ligação com a agricultura familiar, que contam com os créditos fornecidos pelo banco. O deputado também afirmou que tudo que foi dito será analisado para fazer os encaminhamentos pelo Banco Central ou Tribunal de Contas da União (TCU).

A mudança traz consequências sociais em diversas ordens, já que esse tipo de unidade de atendimento oferece um acesso mais democrático ao sistema financeiro. O prefeito de Dois Riachos, Ramon Camilo, destacou que 100% da folha da prefeitura é feita pelo Banco do Brasil, injetando mais de 1 milhão e meio de reais.

Durante a audiência, representantes do Banco do Brasil se explicaram sobre o fechamento de agências por todo estado. Segundo o superintendente do BB, Rafael Alessi, ajustes podem ser feitos, mas o banco precisa acompanhar o movimento do mercado. “As medidas que envolvem os encerramentos das agências de alguns lugares do país aconteceram após reorganização institucional nacional, com análise técnica para readequar o banco as necessidades que existem por ser um banco de mercado”, afirmou.

Santana Oxente:: O MAIOR PORTAL DE NOTÍCIAS DO SERTÃO ALAGOANO

oxente_santana69@hotmail.com
www.santanaoxente.net

Newsletter

Receba noticias em primeira mão. Assine nossa Newsletter