13 ANOS

SANTANA EDUCAÇÃO

CRB vence Londrina e respira fora da zona do rebaixamento da Série B

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

CRB vence Londrina e respira fora da zona do rebaixamento da Série B

Gol da partida foi marcado por Anselmo Ramon

Por Júnior de Melo19/05/2022 00h05
CRB vence Londrina e respira fora da zona do rebaixamento da Série B
CRB venceu e saiu do Z4 - Foto: Francisco Cedrim/CRB

Um público tímido foi nesta quarta-feira (18) no Estádio Rei Pelé para acompanhar a estreia de Daniel Paulista no comando do CRB. Mas o Galo fez bonito e bateu o Londrina por 1x0, gol de Anselmo Ramon. Com o resultado, que deu sequência na oitava rodada da Série B, o Regatas deixou a zona de rebaixamento e dormiu na 16ª posição com 7 pontos.

Agora o grupo descansa e volta aos treinamentos hoje a tarde, pensando no duelo da próxima segunda-feira, as 20h, na Ilha do Retiro em Recife contra o Sport.

PRIMEIRO TEMPO

O Londrina começou até bem o jogo no Rei Pelé. Teve boas chances, com Gabriel Santos, aos oito minutos, e Gegê, mas não marcou e foi castigado. Aos 27, Fabinho fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. A defesa não cortou e, livre, Anselmo Ramon só tocou para abrir o placar para o CRB. O Londrina sentiu o golpe e perdeu rendimento após o gol. No finalzinho João Paulo bateu falta, Gegê fica com a sobra, mas perde o dominío da bola dentro da área do CRB e perde uma boa chance para o Tubarão.

ETAPA FINAL

Um retorno do intervalo sonolento. O CRB recuou muito e foi só pressão do Londrina pelo empate. Adotando uma postura ofensiva na segunda etapa, a equipe de Adilson Bastista sabia que, além do adversário em campo, o tempo seria mais um obstáculo. Em duas boas chegadas, até meados dos 15 minutos, Caprini e Gabriel Santos deram trabalho ao goleiro Diogo Silva, principalmente na tentativa do camisa 11.

Percebendo o rival ditar o ritmo e ter mais ação, o técnico Daniel Paulista resolveu então promover algumas trocas em sua equipe. Por outro lado, vendo seu time pouco ter criatividade no ataque, foi a vez de Adilson apostar em algumas substituições.

Mesmo colocando gás novo, como o atacante Salatiel e o meia Luis, os paranaenses não mostraram poder de reação. Com isso, até os acréscimos dados pelo árbitro, o Galo apenas administrou o resultado até o fim para festa da torcida nas arquibancadas do Rei Pelé.

 

Santana Oxente:: O MAIOR PORTAL DE NOTÍCIAS DO SERTÃO ALAGOANO

oxente_santana69@hotmail.com
www.santanaoxente.net

Newsletter

Receba noticias em primeira mão. Assine nossa Newsletter