M Municípios

Igreja corre o risco de ‘desaparecer’ após realocação

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

Igreja corre o risco de ‘desaparecer’ após realocação

Pároco do fiéis da Paróquia Nossa Senhora do Bom Parto expôs situação da desocupação do imóvel

↑ Matriz de Nossa Senhora do Bom Parto foi fundada há mais de 70 anos, no bairro homônimo (Foto: Adailson Calheiros)

AParóquia Nossa Senhora do Bom Parto, no bairro homônimo, corre o risco de desaparecer após a realocação. A tradicional igreja foi fundada oficialmente há mais de 70 anos, já a capelania que deu origem ao lugar remonta do século XIX, este é mais um dos prédios históricos que será desocupado devido ao afundamento de solo que atinge cinco bairros de Maceió. Em carta aberta à comunidade e aos fiéis, o padre Francisco de Assunção lamentou a situação e afirma que a realocação inviabilizará a implantação da paróquia na região.

“Não sabemos o que será feito, mas muito provavelmente a paróquia irá desaparecer. Porque cada paróquia está inserida numa determinada área. No nosso caso que é uma área completamente desocupada não haveria como mudar para o mesmo bairro. E os outros bairros já possuem suas respectivas paróquias. É lamentável, doloroso e muito triste”, revela o pároco.

Além de abrigar a igreja, o espaço também serve de residência para o padre, que precisará se mudar.

“Eu moro há quinze anos lá, a Braskem já entrou em contato para a questão da casa. Mas a igreja ainda não, não sabemos de nada. Só sabemos que temos que sair”, diz.

Segundo padre Francisco, a saída já deveria ter ocorrido tendo em vista a insegurança da região que já não está mais habitada. Entretanto não há prazo definido para que a Braskem conclua esta negociação.

“A igreja não foi avaliada, não foi feito proposta, ainda vai começar o processo jurídico normal de ressarcimento. Mas ela já deveria estar evacuada. A gente está utilizando o espaço, mas já era para estar totalmente resolvido. Porque o bairro está abandonado. Muito perigoso, a insegurança está muito grande. Essa é a pior parte”, lamenta.

“Estou tão transtornado quanto vocês”, diz padre em carta aos fiéis

 

Na carta aos fiéis o padre Francisco explica que apesar da evolução do afundamento de solo não esperava que a paróquia fosse afetada.

“Não gostaria de me despedir desta maneira. Não sei o que dizer, nem o que fazer. Estou tão transtornado quanto vocês. Peço, humildemente, que roguem a Deus por mim, assim como tenho feito por todos vocês, o Senhor é testemunha. Desde o início do problema das rachaduras, em 2018 [sic] temos acompanhado e rezado. Sempre nos disseram que o Bom Parto não seria atingido. Muito nos surpreendeu quando em dezembro do ano passado fomos incluídos no mapa de realocação. Que triste, meus irmãos! Não sabemos para onde ir. Dentro dos limites territoriais da Paróquia não há lugar para construir ou mudar a Igreja Matriz de Nossa Senhora. do Bom Parto. Tantos irmãos já saíram, outros tantos devem sair. É uma verdadeira diáspora”, assinala o padre.

Procurada, a Braskem informou em nota que atua de acordo com o Mapa de Linhas de Ações Prioritárias definido pela Defesa Civil de Maceió. “A Defesa Civil atualizou o mapa e definiu a área de monitoramento 01, onde está localizada a Paróquia Nossa Senhora do Bom Parto. A eventual necessidade de realocação na área de monitoramento é estudada caso a caso, em conjunto com as autoridades, sempre fundamentada em dados técnicos. Por uma questão de confidencialidade e sigilo das informações, a empresa não comenta casos específicos.”

624

Fonte: Tribuna Independente / Evellyn Pimentel

Santana Oxente:: O MAIOR PORTAL DE NOTÍCIAS DO SERTÃO ALAGOANO

oxente_santana69@hotmail.com
www.santanaoxente.net

Newsletter

Receba noticias em primeira mão. Assine nossa Newsletter